Anvisa proíbe dois produtos fabricados de forma clandestina

NOTÍCIAS

OFERECIDAS PELO SINCOFARMA MINAS GERAIS


Anvisa proíbe dois produtos fabricados de forma clandestina

O Maxxdonna Profissional Bandida, além de ser fabricado sem notificação na Agência, reprovou na análise de formol.

A Anvisa identificou e proibiu, nesta semana, dois produtos clandestinos que eram fabricados sem notificação na Agência.
O cosmético Maxxdonna Profissional Bandida fabricado até 04/01/2018, além de não ter notificação na Anvisa, foi reprovado na análise de formol. A substância é proibida para alisantes de cabelo por ser cancerígena. Recentemente outros produtos foram proibidos por usarem formol na composição.
O produto Maxxdonna Profissional Bandida, fabricado pela empresa G.A.M. Cosmeticos Ltda., é anunciado na internet como “escova definitiva para os cabelos”. A medida é referente aos lotes fabricados até 4 de janeiro de 2018, e proíbe a comercialização, distribuição e o uso do produto citado.
Produto de limpeza
Já o Desinfetante Doce Lar – Marca Opmil também não tinha notificação na Anvisa e teve todos os lotes proibidos. O desinfetante é fabricado pela Opmil Comércio de Produtos de Limpeza -Eireli-Me, que não tem autorização de funcionamento na Anvisa. O produto está proibido em todo o território nacional.
Fonte: Anvisa